24.2 C
Santo Antônio de Jesus

Comece agora cuidar de você.

Nem só de agressão física se faz um relacionamento tóxico!

Quando falamos sobre pessoas que “nos roubam”, estamos falando também de dependência emocional.

O que acontece aqui é que nessa dinâmica de dependência, o codependente, molda os hábitos, gostos, personalidade ao desejo do parceiro(a), numa tentativa de ser aceito, de agradar e de não ser abandonado. Então esse “roubo” não é cometido pelo parceiro, mas pelo próprio codependente que subtrai de si mesmo a sua verdadeira essência para “se encaixar” nos moldes do outro.

Por muitas vezes, essa dinâmica de dependência emocional, passa por baixo do radar dos envolvidos, e um não tem consciência de que manifesta um comportamento altamente narcisista, enquanto o outro não percebe também que está perdendo a sua identidade para caber numa relação.

E como resolvemos isso, Jô?

O PRIMEIRO passo é tomar CONSCIÊNCIA e aceitar que existe essa disfunção de identidade e que é necessário lidar com isso. Será preciso parar de viver esse falso eu e reestruturar a identidade real.

As pessoas que te “devolvem” a si mesma! São as que fizeram parte de momentos em que você viveu verdadeiramente a sua essência. E são como lembretes de quem você é.

A chave de ouro aqui é você olhar para dentro! Olhar para dentro de você!

Quem é a autora Joanne Brandão?
CEO do Nide Talentos e também trabalha como Psicanalista, Hipnoterapeuta, Treinadora Comportamental e ainda mãe de três meninos incríveis 💫💫💫
Instagram: @joanne.brandaoof
Email: [email protected]
Telefone: +55 75 3162 7900

 

Conecte-se Conosco
15,606FãsCurtir
10,227SeguidoresSeguir
109SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
Mais Lidas
-Publicidade-spot_img
-Publicidade-spot_img
Relacionados