18.2 C
Santo Antônio de Jesus

ENEM dos CONCURSOS: comissão já está formada; governo federal deve decidir banca nos próximos dias

spot_img


Concurso Nacional Unificado terá mais de 6 mil vagas em diferentes órgãos e ministérios do poder público federal.

A comissão organizadora do Concurso Nacional Unificado (Enem dos Concursos) já foi definida. A portaria com os nomes dos membros que compõe a comissão foi publicada nesta segunda-feira, 20, no Diário Oficial do Estado.

De acordo com o documento fazem parte da equipe de comissão:

  1. Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos – MGI
  • Titular: Regina Coeli Moreira Camargo, responsável pela coordenação da Comissão
  • Suplente: Cristina Kiomi Mori
  1. Advocacia-Geral da União (AGU)
  • Titular: Armando Miranda Filho
  • Suplente: Guilherme Brum de Almeida
  1. Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República
  • Titular: Andrea Cordeiro de Souza
  • Suplente: Marina Godoy Guimarães Frota


Você também pode gostar:

  1. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)
  • Titular: Ricardo Magalhães Dias Cardozo
  • Suplente: Isabel Cristina Silva Chagas
  1. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
  • Titular: Fernando Gaiger Silveira
  • Suplente: Alexandre dos Santos Cunha
  1. Fundação Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
  • Titular: Alexandre de Ávila Gomide
  • Suplente: Magali Zilca de Oliveira Dantas

Clique aqui para ler o documento na íntegra.

Vale destacar que essa é a primeira comissão formada para o Enem dos Concursos, chamada de comissão de governança. A segunda comissão, intitulada de Comitê Consultivo e Deliberativo, será constituída por membros dos demais órgãos e ministérios que farão parte do CNU, conforme previsto em decreto

Apenas três bancas seguem na disputa pelo ENEM dos concursos

Apenas três bancas permanecem na disputa do processo licitatório para realização do Concurso Nacional Unificado, apelidado de Enem dos Concursos.

Ao todo, cinco empresas enviaram propostas, mas apenas três foram habilitadas a permanecer na seleção. São elas:

  • Cebraspe;
  • Fundação Getúlio Vargas (FGV);
  • Fundação CesGranrio.

De acordo com o próprio regulamento do Concurso Unificado, o objetivo é que a banca seja definida e contratada até o dia 22 de novembro, visto que o edital deve ser lançado até o dia 20 de dezembro deste ano, com provas previstas para o primeiro semestre de 2024.

A banca escolhida será responsável por organizar o recebimento das inscrições e as provas objetiva e discursiva que ocorrerão, simultaneamente, em 180 cidades do país.

O que é o ENEM dos concursos?

Proposto pelo Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, o Concurso Nacional Unificado, apelidado de ENEM dos concursos, foi lançando em setembro deste ano e consiste, basicamente, em uma seleção onde os candidatos podem se inscrever e concorrer a diferentes vagas pagando apenas uma única taxa de inscrição.

A seleção unificada ainda tem como diferencial o modo de aplicação das provas. De acordo com o Governo Federal, o exame será aplicado a nível nacional, em 180 cidades, seguindo moldes parecidos ao do ENEM, por isso o nome.

O principal objetivo do Concurso Nacional Unificado é centralizar os diferentes concursos autorizados neste ano e agilizar o processo de seleção dos novos servidores em diferentes órgãos e entidades do governo federal.

O governo ainda pontua outros objetivos importantes do ENEM dos concursos:

  • Promover igualdade de oportunidades de acesso aos cargos públicos efetivos;
  • Padronizar procedimentos na aplicação das provas;
  • Aprimorar os métodos de seleção de servidores públicos, de modo a priorizar as qualificações necessárias para o desempenho das atividades inerentes ao setor público;
  • E zelar pelo princípio da impessoalidade na seleção dos candidatos em todas as fases e etapas do concurso.
Ao todo, cinco empresas enviaram propostas, mas apenas três foram habilitadas. Imagem: Divulgação

Como o ENEM dos concursos vai funcionar?

O edital do ENEM dos concursos será lançado no dia 20 de dezembro deste ano contemplando, até o momento, 21 órgãos e 6.640 vagas.

Após o lançamento do edital, os candidatos deverão realizar a inscrição escolhendo uma das áreas de atuação (blocos temáticos) que desejam atuar e que estarão disponíveis no edital, conforme segue:

  • Administração e finanças públicas
  • Setores econômicos, infraestrutura e regulação
  • Agricultura, meio ambiente e desenvolvimento agrário
  • Educação, ciência, tecnologia e inovação
  • Políticas sociais, justiça e saúde
  • Trabalho e previdência
  • Dados, tecnologia e informação
  • Nível intermediário (nível médio)

Após selecionar o bloco de atuação desejado, o candidato deve indicar qual cargo / carreira pretende concorrer, por ordem de preferencia, entre as vagas disponíveis no bloco em questão.

Lembrando que a área escolhida pelo candidato pode abranger diferentes órgãos.

Ao finalizar a inscrição, o candidato deverá realizar o pagamento da taxa.

A prova objetiva, comum para todos será realizada na data prevista de 25 de fevereiro de 2024.

Nesse mesmo dia, serão realizadas as provas objetivas de conhecimentos gerais, comuns a todos os candidatos inscritos, independentemente do cargo escolhido, além de provas de conhecimentos específicos e prova dissertativa que irão variar de acordo com cada área.

Após a primeira fase, os candidatos poderão ainda ser submetidos (a critério dos órgãos ou por determinação legal de carreiras específicas) a etapas de avaliação de títulos, experiência profissional, apresentação de memoriais, provas práticas, entre outras.

A expectativa é que os resultados da primeira fase sejam lançados em abril de 2024.

Já os cursos de formação estão previstos para ocorrer entre junho e julho, enquanto as convocações devem ser iniciadas em agosto do próximo ano.

Para realizar a classificação final dos candidatos, a banca irá medir o desempenho de cada candidato na prova, além de considerar também a ordem de preferencia para os cargos que o candidato apontou no momento da inscrição.

Quais órgãos irão participar do ENEM dos concursos?

Até o momento já estão confirmados para o Concurso Nacional Unificado a participação de 21 órgãos federais, totalizando uma oferta de 6.640 vagas. São eles:

  • Advocacia-Geral da União (AGU): 400 vagas;
  • Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL): 40 vagas;
  • Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS): 35 vagas;
  • Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ): 30 vagas;
  • Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai): 502 vagas;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 895 vagas;
  • Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra): 742 vagas;
  • Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP): 50 vagas;
  • Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa): 520 vagas;
  • Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI): 296 vagas;
  • Ministério da Cultura (MinC): 50 vagas;
  • Ministério da Educação (MEC): 70 vagas;
  • Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) e Transversais: 1.480 vagas;
  • Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP): 130 vagas;
  • Ministério da Saúde (MS): 220 vagas;
  • Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC): 110 vagas;
  • Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO): 60 vagas;
  • Ministério do Trabalho e Emprego (MTE): 900 vagas;
  • Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) 40 vagas;
  • Ministério dos Povos Indígenas (MPI): 30 vagas;
  • Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC): 40 vagas;

Governo Federal alerta sobre golpe do PIX aos candidatos do ENEM dos concursos

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) emitiu um alerta nesta semana comunicando que golpistas estão roubando dinheiro dos interessados em participar da seleção.

De acordo com a pasta, os interessados estariam recebendo um link falso para realizar a inscrição mediante o pagamento de uma taxa de R$ 107,82 que deveria ser paga via PIX para os golpistas.

No entanto, vale ressaltar que o edital será lançado apenas no dia 20 de dezembro e, portanto, ainda não estão abertas as inscrições.

“Somente após o edital ser publicado, as inscrições para o Concurso Nacional estarão abertas”, informou o MGI em nota.

O governo também ressaltou que não envia comunicados, links ou avisos para candidatos realizarem a inscrição.

“Todas as pessoas que receberam este tipo de mensagem podem informar o Ministério da Gestão pelo e-mail [email protected]“, reforçou o MGI.

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.

-Publicidade-spot_img
Conecte-se Conosco
15,575FãsCurtir
10,574SeguidoresSeguir
165SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
-Publicidade-spot_img